segunda-feira, 22 de setembro de 2008


Nossa amada IGREJA CATÓLICA

Irmãos a paz esteja com vocês !!!

Depois de um final de semana com a visita de mais um profeta no nosso meio [Anderson]
http://blog.cancaonova.com/eventos/2008/06/11/testemunho-anderson-impressionante/
nos mostrando o zelo pela igreja e pelos sacramentos, não podemos fazer nada menos que amar e zelar com muito mais contundência a nossa amada igreja católica apostólica Romana. http://www.vatican.va/phome_po.htm

Nossa igreja é riquíssima, Jesus nos deixou ela para nos ensinar, formar e principalmente salvar.
Nossa igreja é mãe, através dela Jesus como que grita através dos sacramentos e movimentos para continuar nos amando e nos curando.
Temos o privilégio de ter muitas graças das quais: A Santa Missa, Eucaristia, Confissionário, a virgem Maria, os Santos como exemplo, os mártires, o Santo Padre o Papa, os grupo de oração etc.
A igreja nos oferece inúmeras maneiras de nos salvar e de nos manter debaixo dos olhos e do cuidado de Deus.

Nossa amada igreja é mãe, e devemos como Católicos de verdade amá-la e defendê-la!
Fácil é defender nosso time de futebol, nossos conceitos e idéias, até discutimos com qualquer pessoa quando se trata de futebol, defendemos nosso time com "convicção". Mas é difícil de ver e, infelizmente raro, achar alguém para defender e assumir a verdadeira identidade de um Cristão autêntico que ama sua igreja. Defender nossa doutrina é nossa missão!
Tomar uma postura é mais que necessário, é uma obrigação de amor...
Fácil é criticar o que o papa fala, difícil é criticar o que a mídia “impõe goela a baixo” como uma ditadura barata.
Enquanto muitos falam mal da igreja, outros ficam acomodados e calados diante de blasfêmias e heresias.
Qual postura tomaríamos se falassem mal de nossa mãe? Do nosso pai? Ou de alguém que amamos no nosso íntimo?
Porque então muitas vezes deixamos o respeito humano falar por nós?

Mas então o que fazer?
Mudar de postura, assumir nossa identidade, lutar por aquilo que acreditamos.

Quem é um dito “Cristão meia boca” não ama a igreja, pois não possui vínculo nenhum com ela. Não há como amar uma pessoa sem conhecê-la a fundo e sua intimidade.
Quem não ama a igreja não ama Jesus. Quem não ama Jesus não ama a igreja.

Podemos nos libertar do pecado através da confissão. Podemos comungar o corpo de Jesus na Eucaristia. Podemos viver o santo mistério que aconteceu há 2.000 anos atrás através da Santa Missa. Nossa igreja católica nos oferecesse tudo, ela é mãe.
Podemos dizer que não se salva e vive uma vida digna somente quem não quer por livre vontade.

“...as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” Mat. 16,18

Irmãos, eis a proposta: Sejamos igreja !!!

2 comentários:

Grupo Água Viva disse...

Olá Irmãos a Paz de Cristo e Amor de Maria!
Nossa eu gostaria de dar uns parabens por este blog que ficou muito bom.

Grupo Água Viva disse...

Olá Irmãos a Paz de Cristo e Amor de Maria!
Nossa eu gostaria de dar uns parabens por este blog que ficou muito bom.